Artigos, Autorais
Leave a Comment

Positividade a todo custo: um tóxico disfarçado

Nós somos um emaranhado de circunstâncias: mentais, psicológicas, espirituais e físicas. Somos, em nós próprios, uma circunstância. Temos um ou mais papeis a desempenhar dentro de outras circunstâncias embaralhadas entre si. Estas, por sua vez, também dotadas de aspectos igualmente complexos.

Equilibrar cada uma das particularidades da conjuntura de elementos de que somos formados é, no mínimo, melindroso. Como sanar as dúvidas mentais se, simultaneamente, precisamos satisfazer carências psicológicas e compreender fatores espirituais enquanto provemos saúde ao nosso corpo físico?

Não espanta que, frente às circunstâncias que vivemos na atualidade – os controles exercidos através do medo – pareça difícil manter-se positivo em qualquer situação.

Você já se perguntou, no entanto, por que deveria manter a positividade sob qualquer condição?

Há muita distorção na disseminação das informações acerca da elevação espiritual e das condições para que isso se torne possível. Se você está nesse caminho, não por acaso está lendo este texto.

O chamado ‘movimento nova era’, segundo fontes confiáveis, constitui um mecanismo de controle mental disfarçado. Esse movimento prega que o seu pensamento deve se manter positivo e que, para todos os fins, basta praticar meditações, yoga e se alimentar de maneira saudável.

“Seja sempre positivo, não demonstre raiva, deixe tudo fluir, nada de mau vai acontecer” – essas são algumas das mensagens que o movimento nova era emana. Contudo, a vida, em seu sentido mais amplo, não é um ciclo tão frívolo que simplesmente se deva deixar acontecer.

É necessário agir, fazer escolhas e, dentro dessas escolhas, prezar pelo que é certo. Não basta que alimentemos cada aspecto de nossa constituição, enquanto seres, de positividade. Aliás, é impossível que isso aconteça de maneira constante.

Isso porque a ação necessariamente implica lidar com emoções, sofrimentos e o enfrentamento de medos. Como manter uma positividade utópica sob essas circunstâncias?

O movimento nova era impede as pessoas de agirem e participarem ativamente na transformação do mundo (e até mesmo de suas próprias vidas).

Explico: aceitar tudo o que a vida lhe oferecer é importante para que, a partir daí, você observe que ações te levaram para onde você está – lembrando que o pensamento em si já é uma ação. E se o nosso pensamento cria a realidade (o que é um fato), é quase óbvio que devemos pensar positivamente a todo o momento, certo?

Só que, sabendo que somos um emaranhado de circunstâncias vivendo em meio a outras circunstâncias emaranhadas, precisamos ter consciência de que para enfrentar cada fio desse emaranhado, é necessário ter seriedade.

A ilusão de que é possível enfrentar perdas, dores e dificuldades e manter-se positivo nos aprisiona: nos faz acreditar que todo o sofrimento é necessário, quando na verdade pode ser evitado por meio de atitudes assertivas.

Positividade é ação, não conformismo.

É preciso saber que o controle dos nossos pensamentos e ações pertence, estritamente, a nós mesmos – precisamos retomá-lo. A positividade é um, entre muitos aspectos dessa retomada de controle.

Algumas situações vão causar estresse, raiva, medo, insegurança, culpa. Estar no controle não significa não sentir, mas transcender esse sentimento; agir, ainda que assustado pelas sombras, e encontrar uma maneira de transmutá-las em luz.

Ser positivo é saber que, no final, tudo vai dar certo. Ainda que ocorram erros e ainda que enfrentemos sombras, ser positivo não é negar nenhum desses acontecimentos: é acolhê-los, admiti-los, e deixá-los nos ensinar.

Não precisamos abdicar de opiniões próprias para que sejamos observadores da realidade sem nos deixar ser controlados por ela; existe uma linha tênue entre ser um observador e deixar-se controlar pela negatividade.

Ter opinião acerca de um fato não implica, necessariamente, a perda do controle das emoções. Na verdade, é fundamental se posicionar e defender o que é certo quando você é um observador da realidade. É essencial saber que a realidade nem sempre é positiva.

Então, se queremos ser operadores de uma era realmente nova em que nós, humanos, vamos de fato ter a liberdade de exercer o controle sobre nós próprios, precisamos ser conscientes de que essa liberdade exige a responsabilidade de identificar o negativo e superá-lo, mas nunca negar sua existência.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.