All posts tagged: consciência

Consumo e identidade: de onde vem essa ideia de que precisamos comprar nossa personalidade?

O conforto de não questionar o que nos é imposto como necessidade é, de fato, aconchegante. Apesar de exaustivo, é mais fácil aderir ao ritmo em que nosso mundo se movimenta atualmente do que indagá-lo. Questionar requer esforço emocional e nós fomos, justamente, convencidos de que não há tempo nem espaço para sentir. Ainda na revolução industrial, com a ascensão da classe burguesa e seus ideais imediatamente posteriores (que prezam pelo livre-mercado e pela propriedade privada, dentre outros ideais igualmente problemáticos, sobretudo para os pobres), criou-se um problema: os avanços industriais e tecnológicos passaram a exigir do homem uma mecanização semelhante à das máquinas – mesmo quando seu trabalho é intelectual – e diante da mecanização surgem crises de identidade em massa. A mecanização das ações e das respostas exigidas pelo mundo segregada e altamente capitalizado, além do isolamento decorrente dessa mesma conjuntura, são o berço do ceticismo que até os dias de hoje embala a mentalidade humana. Existe um sentido para estarmos aqui? Se a morte é certa, por que me preocupar com uma …

Alimentação inconsciente: por que preferimos não saber o que estamos ingerindo?

A alimentação é uma preocupação constante: os tópicos de nutrição e boa forma física nunca saem de foco; o Instagram interrompe nosso feed para mostrar como as pessoas influentes se alimentam, se exercitam e cuidam da pele e, os anúncios, por toda a parte, nos incentivam a perder 5 quilos em milagrosos 7 dias por meio de dietas restritivas. Existe uma cínica contradição que, no entanto, não ganha visibilidade. Os cuidados alimentares, embora obsessivamente preocupados com as calorias, são completamente desinteressados quando o assunto é a origem daquilo que se coloca no prato. Vegetal ou animal, natural ou industrializado – enquanto estivermos perdendo peso ou adquirindo massa magra ou, ainda, obtendo prazer momentâneo, isso não importa. Esse afastamento apático entre as pessoas e a origem de seu alimento tem motivos furtivos e consequências graves. Por que a origem daquilo que comemos perde a importância? Talvez você já tenha sido indagado com relação a consumir ou não produtos de origem animal. Pessoas que consomem carne e derivados animais, geralmente têm uma abordagem debochada ou defensiva quando …