All posts tagged: Minimalismo

Essencialismo: 6 passos para aumentar a sua produtividade

Um dos maiores desafios que enfrentamos atualmente é a administração do nosso tempo: muitas coisas acontecem de modo muito rápido e concomitantemente; pode ser muito difícil conciliar todas as atividades que você precisa (ou acha que precisa) desempenhar com o tempo que você tem. Não raro, nos sentimos, ao mesmo tempo, excessivamente atarefados e improdutivos. Isso porque estar ocupado não é, necessariamente, sinônimo de ser produtivo. De modo geral, aliás, assumir mais compromissos do que estamos realmente aptos ou dispostos a atender, justamente nos torna ineficientes e frustrados. A chamada “lei do maior esforço” é altamente valorizada (e talvez até um pouco distorcida), especialmente nos ambientes profissional e estudantil. Acontece que não é uma verdade absoluta que aquele cujos esforços forem maiores, terá maior êxito.  Em realidade, o êxito depende de uma série de fatores, como o foco, a disciplina, a consistência e, principalmente, a escolha. Nesse sentido, o minimalismo ou essencialismo (termo utilizado por Greg McKeown em sua obra “Essencialismo – a disciplinada busca por menos”) proporciona um entendimento bastante peculiar: para obter mais, …

Minimalismo na prática: como (e por que) abrir espaço no guarda-roupas?

Talvez você, assim como eu há algum tempo atrás, sinta uma certa segurança ao olhar para o seu guarda-roupas e o perceber lotado. Talvez, porém, somente o mantenha lotado por ter medo ou dificuldade de desapegar de algumas roupas. Ou, ainda, é possível que você não aguente mais possuir mil roupas e ainda assim ter a sensação de que não tem o que vestir. Os motivos que levam você a manter objetos e roupas de que não precisa, em realidade, podem ter diversas origens, mas é muito provável que eles não sejam sustentáveis – nem sob a perspectiva econômica e muito menos do ponto de vista prático. Tomando como um fato que você não precisa de todas as roupas de que o seu armário dispõe, o que é uma realidade para muitas pessoas que, assim como eu, têm esse privilégio, existem muitas razões e muitas maneiras que você pode adotar para “destralhar” esse ambiente, então, vim apresentar algumas delas. O decluttering libera espaço físico e mental Decluttering é o ato de livrar-se daquilo que não …

Entenda o que é minimalismo e como ele pode transformar a sua vida

Alguma vez você já questionou profundamente os valores em que acredita e que defende? Já se indagou acerca dos propósitos que guiam suas ações, ambições e o seu trabalho? Aliás, há um propósito? Se você se permitir alguns momentos de atenção, vai perceber que, a todo momento, a televisão, as redes sociais, os vídeos, os filmes e, às vezes até os livros, estão nos advertindo e notificando sobre todas as coisas que, então, precisamos ter, a fim de nos sentirmos completos. O minimalismo vem mostrar que há outro espectro, através do qual você pode entender a vida – e que é totalmente livre e aberto para os seus ideais e desígnios. Contraposição ao consumismo Como insurgir ao consumo enquanto, a todo o momento, o mercado nos estimula – e nos ordena – a comprar? Estamos atentos aos nossos objetivos (materiais), ao passo que, uma ou outra vez, precisamos checar as redes sociais e, é claro, não podemos esquecer de manter uma boa forma. Aparentemente, não há tempo para ser feliz – aliás, acreditamos estar acumulando …

Saudações, terráqueos!

Caros leitores, me chamo Bibiana, nasci em 1996, ensino Inglês, escrevo e tenho muito apreço pela vida (em seu sentido mais amplo). Quero compartilhar o que sei, o que sou e o que faço, mas meu maior propósito ainda é aprender. Este blog é feito com muito amor, e se destina àquelas pessoas que procuram novas perspectivas; que buscam a mudança e que pretendem viver com propósito. Aqui esboço minha concepção e expansão através do minimalismo, veganismo e espiritualidade.  Já ouviu falar em autopoiese? “Autopoiesis” é uma palavra de origem Grega que significa, em sentido literal, “auto produção”. É geralmente encontrada na biologia e, às vezes, em teorias sociais. Aqui, entretanto, emprego a ela o sentido de “auto construção”, ou seja, a capacidade – da natureza e humana – de construir-se dentro do universo. Somos seres profundamente complexos, compartilhando um plano existencial – aqui e agora. Somos um acontecimento; somos história. Dentro de cada contexto (social, familiar e, claro, existencial) temos o poder de auto construção e, mais do que isso: de evolução. Sejamos uma construção suscetível …